Jornalista Régis Oliveira: Janeiro 2016

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Aquiraz é uma das Cidades com maior transparência nos gastos públicos

Graças ao esforço do prefeito Guimarães que prima pela transparência em seus atos administrativos e com base no levantamento do Ministério Público Federal , no Ceará, Aquiraz ocupa o sétimo lugar entre os municípios com maior transparência das contas públicas, precedido de Fortaleza,  Acopiara, Guaramiranga, Apuiarés, Aurora e Pindoretama.


Nota de Transparência
Fortaleza-CE8
Acopiara-CE7,6
Apuiarés-CE7,4
Guaramiranga-CE7,4
Aurora-CE7,3
Pindoretama-CE7,3
Aquiraz-CE7,2
Fortaleza tem nota 8,0,  e Aquiraz ficou com 7.2, apenas 0.8 atras da capital, já os menos transparentes com nota 0 são;
Potiretama-CE0
Abaiara-CE0
Acaraú-CE0
Alcântaras-CE0
Alto Santo-CE0
Assaré-CE0
Baixio-CE0
Brejo Santo-CE0
Coreaú-CE0
Itapiúna-CE0
Jardim-CE0
Jati-CE0
Limoeiro do Norte-CE0
Madalena-CE0
Penaforte-CE0
Piquet Carneiro-CE0
Reriutaba-CE0
Senador Sá-CE0
Umari-CE
Prefeito Guimarães e o secretário de finanças, Marcus Vinícius

A administração Guimarães mantém o município  no portal da transparência, onde o contribuinte e os munícipes de um modo geral podem acompanhar toda a movimentação financeira do município.
Além disso sua  assessoria de comunicação vem divulgando as ações sistematicamente há cerca de 15 meses, através de anúncios em rádio, tv, carros de som e distribuição de informativos em todos os distritos de Aquiraz.
O prefeito se diz bastante satisfeito com a posição de Aquiraz no ranking dos mais transparentes e lembra que "a clareza em seus atos na administração de Aquiraz é e sempre será uma das suas prioridades", pois , segundo ele "o povo de Aquiraz tem direito de saber como está sendo gasto cada centavo de seus impostos".
Fonte dos dados: OPovo


terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Prefeito Guimarães instala primeiros semáforos em Aquiraz

Pela primeira vez na história de nossa cidade, Aquiraz recebe  semáforos, visando a segurança de motoristas e pedestres.

Prefeito visitou o local ao lado do Vereador Ronaldo Lima e do diretor do DEMUTRAM-GM, , Jaques Aguiar.


A implantação faz parte do projeto de mobilidade urbana, que pavimentará as ruas de Aquiraz, melhorará a malha viária e sinalização horizontal e vertical, 
com essa iniciativa Guimarães mostra que é um prefeito moderno e que se preocupa em oferecer aos munícipes uma cidade com a melhor qualidade de vida possível, no momento.


Os primeiros semáforos foram instalados no cruzamento da Rua Frei Marcelino com a Avenida Santos Dumont.

Guimarães disse:"O Povo de Aquiraz merece respeito e esse é o diferencial da nossa gestão, nós buscamos respeitar os moradores desta cidade em todos os sentidos e era um desrespeito com a população um trânsito desordenado, inseguro e isso é apenas o começo, temos muito ainda para adequar em Aquiraz e assim oferecer mais qualidade de vida ao nosso povo".


Aneel reduz valor extra na conta de luz a partir de fevereiro

Em reunião ordinária realizada hoje (26), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou a redução nas bandeiras tarifárias amarela e vermelha, que aumentam a conta de luz do consumidor quando fica mais caro produzir energia no país.

A partir de fevereiro, o valor da bandeira amarela vai cair de R$ 2,50 para R$ 1,50 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos, redução de 40%.
Já a bandeira vermelha terá um patamar intermediário, mais barato, de R$ 3,50 para cada 100 kWh. O patamar mais caro foi mantido em R$ 4,50 para cada 100 kWh.
As bandeiras tarifárias coloridas – verde, amarela e vermelha – foram criadas como uma maneira de informar ao consumidor os custos que são repassados para a conta de luz com o acionamento de usinas termelétricas, que geram uma energia mais cara e são ligadas quando as hidrelétricas produzem menos por causa do baixo nível de seus reservatórios.
A Aneel divulga no próximo dia 29 de janeiro qual será a bandeira tarifária que vai incidir sobre as contas de luz de fevereiro. A bandeira vermelha encontra-se vigente, onerando a conta do consumidor, pelo menos desde março de 2015.
A decisão desta terça foi baseada em estudos da Superintendência de Gestão Tarifária da Aneel.

Moradores de Apuiarés ganham equipamentos para conviver com a escassez hídrica




“Uma das maiores preocupações da minha gestão é a falta de água, pois enfrentamos, em 2015, o quarto ano consecutivo de seca. Portanto, é muito simbólico, no dia do aniversário da cidade, entregar esses dessalinizadores para população do município. São equipamentos que transformam água salgada em água doce e permitem à população alternativas para conviver com a seca.” Foi assim que o governador Camilo Santana saudou os moradores de Apuiarés, localizado a 123 km de Fortaleza, na Região Norte do estado, na noite dessa segunda-feira (25/01). Ele esteve no município para inaugurar 4 dessalinizadores, que vão beneficiar cerca de 180 famílias de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) das comunidades de Salgado (100 famílias), Lages (20), São Francisco (28), e Lagoa Grande (31). Os investimentos, que superam meio milhão de reais (R$ 523,8 mil), são do Programa Água Doce (PAD), do Governo Federal. No Ceará, está prevista a implantação de 222 sistemas de abastecimento d’água com dessalinizadores em comunidades rurais de 44 municípios do sertão, melhorando a vida de 80 mil cearenses.
Uma das beneficiadas foi a dona de casa Maria Lidiane de Oliveira, de 30 anos, que disse viver outra realidade com o programa. “Nossa comunidade está muito feliz de ter sido beneficiada com esse programa. Antes, tínhamos que construir reservatórios grandes para aparar a água da chuva. Agora, a realidade muda. Nós vamos conseguir transformar água ruim em água boa, com esses dessalinizadores”, enfatizou.
Na ocasião, o governador assinou ainda o termo de adesão para perfuração de poços profundos que beneficiarão os moradores das localidades de Lagoa das Pedras, Riacho Fresco, Boqueirão, Vila São João, Riacho do Meio e Caetano. O investimento para a obra é de R$ 150 mil. A entrega dos dessalinizadores e a autorização para construção de poços profundos marcaram o aniversário de 59 anos de emancipação política do município.
O secretário de Recursos Hídricos, Francisco Teixeira, lembrou do compromisso do Governo do Estado com os cearenses. “Por determinação do governador, não deixaremos a cidade entrar em colapso, em hipótese alguma. Por isso, estamos hoje aqui no município para trazer todos esses benefícios para população apuiareense. Obras simples, mas muito importante para comunidade rural”, salientou.
O governador anunciou também que o Governo do Estado irá realizar a construção de uma adutora para atender a cidade. “Continuaremos com as ações de enfrentamento a seca, independente de bom inverno ou não. Temos que estar preparados para que, em um ano de dificuldades, tenhamos alternativas. Portanto, quero anunciar, no dia do aniversário da cidade, que o Governo do Estado irá fazer a adutora de Apuiarés”, informou.
A solenidade contou ainda com a presença do secretário Josbertini Clementino (STDS); do presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque; do deputado estadual Roberto Mesquita; do prefeito do município, Francisco José Gois;  prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e lideranças políticas da região, que, ao final, acompanharam um vídeo em homenagem ao aniversário da cidade.

Entrevista: Alberto Perdigão defende Comunicação Pública



Polêmico e criticado por correntes políticas opostas ao "Movimento de Blogueiros" ou também conhecido como "Blogueiros Progressistas", o jornalista Alberto Perdigão ganhou corpo e visibilidade quando passou a defender, publicamente, a candidatura da presidente Dilma Rousseff, em 2010. O grupo alegava que a candidata teria sido vítima de inverdades e manipulações por uma parte da imprensa, que, declaradamente, apoiava o então candidato José Serra.



Independente do termo ou da linha ideológica atribuída ao grupo, o foco do jornalista, que também é pesquisador de comunicação e mídia digitais, é discutir a comunicação pública. Atualmente, ele é um dos articuladores do movimento em Fortaleza (CE) e defensor da teoria da Comunicação Pública, que, segundo ele, é uma comunicação que vai do lado oposto ao que se entende atualmente por 'público'. "Uma comunicação pública ideal só será efetiva quando estiver nas mãos do povo e não for representada por formatos institucionalizados".

Perdigão também é autor do livro "Comunicação Pública e TV Digital", uma pesquisa sobre a TV pública no advento das mídias digitais. Em entrevista, Perdigão fala sobre o conceito de comunicação pública, o papel das emissoras públicas e sobre o "Movimento Blogueiro" no país. Além de criticar a falta de entendimento por parte dos empresários de radiodifusão, com relação ao Marco Regulatório da Mídia.

Qual a correta definição de comunicação pública?

A discussão sobre a comunicação pública ainda é um tema muito novo nos governos municipais, estaduais e até mesmo no Federal. A própria academia ainda vê o assunto como novidade. Mas o que preocupa é que a sociedade está distante de se apropriar das práticas relacionadas à comunicação pública.

O que exatamente é esse conceito?

É um novo parâmetro que surge para sepultar de vez o formato de comunicação institucional instituído por governos militares, que os Estados Unidos propuseram para a América Latina na década de 1960. Esse movimento de comunicação pública prima por uma comunicação dialógica entre os poderes públicos e o cidadão.

As emissoras públicas de TV se enquadram neste modelo?

Tevês, como a Fundação Padre Anchieta, mesmo com seus altos e baixos, e a própria TV Brasil, são experiências importantes. Vejo que precisam evoluir, mas representam a saída da inércia. O que em minha opinião é condenável e perigoso é que a TV Brasil tente estabelecer uma rede com as outras emissoras públicas estaduais sem se preocupar em exigir que elas criem conselhos curadores. Eu não vejo sentido no fato de o Governo Federal se preocupar em oferecer programação para televisões estatais onde uma meia dúzia de políticos e o governador local ficam mandando.

Mas esse mundo ideal está próximo de tornar-se realidade?

Ainda não, é algo que não está em debate. Quero conversar com o Nelson Breve (atual presidente da Empresa Brasil de Comunicação) para dizer isso a ele, mesmo que eu seja o primeiro.

Explique melhor o papel da TV pública neste conceito. Não existe certa confusão de termos?

A TV pública no Brasil ainda é algo a ser construído... Acredito que é possível que nossa TV pública construa um projeto político, mas isso leva tempo. O importante é que já saímos da inércia. Várias coisas precisam ser pensadas, um projeto de financiamento... A EBC, por exemplo, acaba sendo contaminada em relação à expectativa do governo pelo fato de receber verba pública. Isso pode continuar assim? Talvez. Mas é possível que existam outras maneiras? Não sei. Uma cobrança de taxa na compra de televisores, como se faz na Inglaterra, ou outras maneiras de financiamento... Outra questão é a tecnologia, não só da EBC, mas de toda a rede que ela estabeleça no país. Muitas vezes, você moderniza uma emissora que regionalmente continua vivendo sobre contaminação política. Enquanto esses projetos não forem reconstruídos, nossa TV continua a ser desinteressante.

As redes sociais representam um marco nessa comunicação pública que você defende?

Ela caminha juntamente; é complementar. Por que a cultura digital é horizontal e destrói por completo as velhas formas de comunicação. Ela promove a circulação do poder. O que esses fenômenos trazem de novo é que a informação circula; com isso, o poder circula e é este o anseio da sociedade atual.

Qual seria o papel do governo nesse movimento?

É muito bom que esse movimento comece pelo Governo Federal. Ele pode servir de inspiração para que estados e municípios façam o mesmo. Mas a comunicação pública só vai existir efetivamente quando o público se apoderar dela. É necessário que todos se mobilizem; também é muito importante que exista um movimento de baixo para cima.

Está acontecendo na velocidade necessária?

Está muito atrasado. Essa mobilização é lenta porque hoje quem está com o poder não quer entregá-lo ao povo de forma efetiva. Os poderosos sabem que quando o poder entra em uma roldana de comunicação pública, a informação vai ser compartilhada.

Mas, justamente pelo fato de ter medo de ficar descoberto, o governo não dificultaria a democratização da comunicação?

Me preocupa se não vamos conseguir avançar nessa discussão. O governo da Dilma e do Paulo Bernardo (Ministro das Comunicações) me parece tímido em relação a um projeto de comunicação efetivo.

Você quer dizer regulação?

Sim. No momento em que o governo não assume seu papel de protagonista em relação ao novo marco regulatório, não avançaremos. Acho um equívoco o governo não se pronunciar claramente sobre esse assunto. Ele é dúbio neste aspecto e não está contribuindo em nada com o debate. Ele deveria assumir a posição que lhe cabe e dizer à sociedade de forma clara o que ele pensa.

A sociedade brasileira tem dificuldade em entender o conceito de regulação da mídia?

Eu sempre faço uma comparação com a Argentina. Lá, o governo sentou com as partes interessadas e chegou a um consenso. Não fizeram a melhor do mundo, mas fizeram a lei que era possível. Equador avançou, Venezuela avançou. E nós?

Mas são contextos diferentes do Brasil. Você quer dizer que concorda com a posição desses governos em relação à imprensa?

A comparação que eu faço não é com o conteúdo dessas leis e sim com a atitude do governo de ter feito algo.

Não lhe parece que essa discussão está carregada de ideologia?

Eu acho que as empresas confundem liberalismo com liberdade. O liberalismo no Brasil está resguardado, as empresas todas vão continuar atuando e fazendo dinheiro. Os empresários de radiodifusão poderão fazer fortuna. Mas a liberdade de empresa não pode ser confundida com a liberdade de imprensa. A liberdade de imprensa tem uma função social e tem que ser muito maior do que a questão econômica. Eu acho muito maldoso misturar regulação com censura.

Você é um dos articuladores do chamado "Movimento dos Blogueiros" ou "Blogueiros Progressistas". Acredita que o grupo está disposto a discutir questões importantes para o país ou quer exercer um papel político partidário defendo um governo ou outro?

A eleição da Dilma foi um marco fundamental para o "Movimento de Blogueiros". Os meios de comunicação, de maneira em geral, fizeram uma opção pelo Serra e esse grupo surgiu para desmentir mentiras e distorções publicadas pela mídia à época da eleição. Com isso, surgiu uma rede de contra-informação ou contrapoder. O movimento não tem uma intenção partidária ou eleitoral e nem CNPJ, ele tem, apenas, uma identidade política que é virtual e colaborativa. Se somos chamados de progressistas ou não, pouco importa. O que importa é que não vamos abandonar a luta. 

Saiba mais

Alberto Perdigão é jornalista, editor do Blog da Dilma em Fortaleza e um dos organizadores do II WebFor - Comunicadores Digitais do Nordeste - dias 14 e 15 de abril de 2012.

Fonte: Blog da Dilma

COMUNICADO SINSEPUMA




A DIRETORIA DO  SINSEPUMA COMUNICA.

 O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Aquiraz lançou hoje 26/01 a Campanha Salarial 2016 com o tema: VIRE. O. JOGO. 

Contamos com a participação de representação de várias categoria na Câmara Municipal provisória na séc da,administração.

 Fique atento ao Calendário de reuniões com as categorias que tem data base em 1 de maio e com os demais profissionais, a reuniao para prestacao de contas do Fundeb será dia 17 de fevereiro.

 Vamos Virar esse jogo!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Açudes começam a sangrar no Ceará

As chuvas  dos últimos dias fizeram mais duas barragens do Ceará  sangrar na madrugada e manhã deste domingo (24). Depois de quatro anos, os açudes Trici, no município de Tauá e Colinas, em Quiterinaópolis atingiram a capacidade máxima de armazenamento começassem a transbordar na madrugada e manhã deste domingo, 24 de janeiro, de acordo com a Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh).



A barragem do Trici a sangrar por volta das 7 horas da manhã desse domingo. Durante anos, o reservatório serviu para a cidade de Tauá por muitos anos, mas estava totalmente seco. Já a barragem Colina, em Quiterianópolis atingiu a capacidade máxima de armazenamento por volta das 5h30, segundo moradores da região. No dia 19, o açude Caldeirões, no município de Saboeiro, na Região do Alto Jaguaribe, também sangrou.
Castanhão está em situação crítica.
O Castanhão, principal açude que abastece a Grande Fortaleza, registrou queda no volume de água armazenada. Segundo a Cogerh, o Castanhão perdeu 18,9 milhões de metros cúbicos de água entre 18 e 15 de janeiro. Atualmente, o volume do açude é de 10,52% da capacidade total de armazenamento. Atualmente, os açudes do Ceará têm média de volume 12,2%

Filho de Ciro Gomes deve deixar hospital até esta segunda-feira

Passa bem Ciro Saboya Ferreira Gomes, filho mais velho do ex-ministro Ciro Gomes. Cirinho, como é conhecido, segue internado em um hospital particular de Fortaleza, após ter sido ferido com um tiro na perna na noite deste sábado (23), na Praia de Iracema, área turística da capital. O jovem fez uma cirurgia para retirada da bala, já está em uma quarto do hospital  e deve receber alta até esta segunda-feira (25), segundo a assessoria do ex-ministro.

Em nota divulgada na tarde deste domingo e assinada por Ciro Gomes e pela ex-senadora Patrícia Saboya, mãe do jovem, os dois informam que Cirinho "não teve comprometimento de nenhum órgão vital nem terá qualquer sequela". Ciro e Patrícia agradecem à "equipe médica que o acompanhou e a todas as orações e mensagens de carinho" recebidas.

domingo, 24 de janeiro de 2016

Aquiraz Rádio Cabo é primeiro Lugar na Região Metropolitana

A  Aquiraz Rádio a Cabo, A RÁDIO DE  AQUIRAZ NA INTERNET, é Campeã de Acessos  no segmento Eclética em toda a Região  Metropolitana.

Com uma programação Popular, resgatando as músicas do passado, que geralmente não têm espaço na atual programação das emissoras convencionais a Rádio continua ganhando espaço, com ouvintes em todo o Brasil e no Mundo todo.


Confira os  acessos da Aquiraz Rádio a Cabo,  contabilizados, só pelo aplicativo Rádios net ou no site Radios.com.br


REGIÃO METROPOLITANA


Acessos de Janeiro / 2016
#EmissoraCidadePaísAcessos
Aquiraz Rádio a CaboAquiraz (CE)Brasil778
Pacatuba Em FocoPacatuba (CE)Brasil245
Rádio Ceará VIPCascavel (CE)Brasil224
Ativa Web Radio MixMaracanau (CE)Brasil164
Radio Atlântico Meio Norte 105.5 FMMaracanau (CE)Brasil154
Web Radio Patacas NetAquiraz (CE)Brasil153
Acessos de Dezembro / 2015
#EmissoraCidadePaísAcessos
Ativa Web Radio MixMaracanau (CE)Brasil378
Aquiraz Rádio a CaboAquiraz (CE)Brasil369
Rádio Ceará VIPCascavel (CE)Brasil244
Pacatuba Em FocoPacatuba (CE)Brasil236
Radio Atlântico Meio Norte 105.5 FMMaracanau (CE)Brasil209
Icaraí Web RádioIcarai (CE)Brasil85
Web Rádio Hits Da GaleraMaracanau (CE)Brasil85
ESTADO DO CEARÁ
Acessos de Janeiro / 2016
#EmissoraCidadePaísAcessos
Rádio MuçãoFortaleza (CE)Brasil10.898
Rádio VarjotaVarjota (CE)Brasil2.504
Rádio UseVozSanta Quiteria (CE)Brasil1.219
Rádio Plus 98.7 FMFortaleza (CE)Brasil983
Web Rádio Voz do RepórterTiangua (CE)Brasil973
Parada de SucessosFortaleza (CE)Brasil919
Aquiraz Rádio a CaboAquiraz (CE)Brasil778
e    Confira também a nossa programação.

00:00Bregão na Madrugada
05:00Café com Baião - Luiz Gonzaga e Forró Pé de Serra
07:00Som SertanejoRégis Oliveira
08:00Bom Dia AquirazDavi Oliveira
11:30Você e o ReiRégis Oliveira
12:00É Hora de NotíciasRégis Oliveira
12:00Você e o Rei- O Melhor de Roberto Carlos
13:30Som BrasileiroRégis Oliveira
15:00As Músicas que o Povão não eEsqueceNilton de Castro
17:00Fim de Tarde na FazendaCosta Barros
18:00A Noite é NossaErcílio Filho
21:00Reprise É Hora de NotíciasRégis Oliveira e Nilton de Castro
22:20E Por Falar em Saudade

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Ciladas da Comparação


A necessidade de ser igual (ou melhor que) aqueles que estão ao nosso redor: eis o grande paradoxo do ser humano. Desde que nascemos, somos comparados: “tem os olhos do pai”, “é agitada como a mãe”.
Até aí, tudo corre bem, e o problema começa no primeiro: “Nossa, ele ainda não engatinha?
O Pedrinho nessa idade já andava!”.
A verdade é que sempre haverá alguém mais bonito, mais rápido e mais eficiente do que nós. É a condição normal da vida em sociedade e não significa que você seja uma “pessoa pior” ou melhor que.
Temos pontos altos e baixos e se você, por exemplo, não é tão bom em matemática, quanto “ele”, provavelmente você tenha alguma outra qualidade que ele não tem.
Acontece que na maioria das vezes, as comparações feitas por pais, parentes, professores e colegas de classe sempre enfatizam nossas desvantagens em relação ao outro, na forma de frases depreciativas como:
“Você podia ser organizado como o seu irmão” ou “Usar uma franja pode ajudar a disfarçar sua testa avantajada”, dentre outras.
A adolescência chega e continuamos a competir, seja por notas nas provas ou para ser aceito nos grupos mais populares do colégio. E nesse tempo todo, ninguém se dá conta do quanto essas competições e comparações aos poucos constroem adultos depressivos, cheios de traumas e com a autoestima despencando ladeira abaixo.
Isso porque o hábito de comparar-se e ver-se sempre em desvantagem com relação a alguém, adquirido lá na primeira infância, pode nos acompanhar por toda a vida, o que muda são só os objetos de comparação.
Quer um exemplo? “Se eu fosse bonito e rico como meu vizinho, com certeza já teria uma esposa” ou “Se eu fosse inteligente como o novo estagiário da empresa, já teria conseguido uma promoção”.
E no meio de tantos “ses”, nosso valor é sempre menor que o do outro, seja ele inteligência, beleza, status, dinheiro ou até mesmo cor dos cabelos.
E você sabe por quê? A resposta é simples: no jogo da competição, TODOS perdem! Sim, eu disse todos, SEM exceção. Não importa o quão belo, rico ou eficiente você seja, você sempre se enxergará por um ângulo do qual as qualidades do outro merecem maior destaque que as suas.
Desde os primeiros anos de vida, a sociedade nos impõe a crença de que precisamos provar o tempo todo o quanto somos bons para sermos aceitos. Aqueles que “ousam” ser diferentes são criticados, marginalizados, exemplos a não ser seguidos de fracasso e subversão.
Entendemos que isso seja uma “doença” já incrustada nas entranhas da sociedade, mas quanto mais pessoas se conscientizarem do quanto essas comparações são nocivas, maiores as chances de extinguirmos aos poucos essa prática. E quem sabe assim, quando cada um entender o seu valor e o papel fundamental que desempenha no todo, os divãs e as seções de remédios de tarja preta deixem de ser o nosso único antídoto contra a loucura.
E você? Faz comparações ou é comparado? A comparação ajuda ou prejudica? Deixe aí seu comentário.